Categoria

Cachorros

Categoria

As pulgas são um verdadeiro incômodo na vida dos pets. Por isso, usar um antipulgas e manter a manutenção desse produto sempre em dia ajuda no bem-estar e na saúde do seu cãozinho.

Você já percebeu que existem diversos tipos de antipulgas, são opções em comprimidos, pipetas, coleiras e muito mais! Mas, qual deles é mais indicado para o seu cachorro e também para o seu estilo de vida?

Para entender mais sobre o assunto, conversamos com o professor do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis, Gabriel de Abreu Pfrimer, para descobrir quais são os tipos de antipulgas mais usados, quais os benefícios e desvantagens de cada um deles, confira:

1. Comprimidos antipulgas

antipulgas
Foto: Pexels

O uso de antipulgas em comprimidos tem como vantagem principal a comodidade para o tutor. Pelo fato do cachorro ingerir esse antiparasitários, os donos do pet têm segurança e garantia de que haja o aproveitamento integral do produto.

Segundo o professor Gabriel de Abreu Pfrimer, “normalmente são comprimidos palatáveis que fazem com que o animal colabore no momento da administração”, e isso facilita ainda mais o manuseio realizado pelo tutor.

O médico veterinário explica que existem dois tipos de antiparasitários em comprimidos: “um que é utilizado apenas para a eliminação imediata de pulgas adultas que estejam infestando cães e gatos. A outra opção é indicada como eliminação de ectoparasitas com efeito prolongado preventivo de até 12 semanas”.

A maioria dos comprimidos antiparasitários é administrada em dose única. Em alguns casos, é necessária a repetição, mas isso é seu médico veterinário de confiança que irá determinar.

Comprimido antipulga intoxica os cachorros?

Segundo o professor do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis, Gabriel de Abreu Pfrimer, a intoxicação ocorre quando a manipulação do medicamento é feita do jeito errado.

“Diferentemente dos medicamentos tópicos que são aplicados sobre a pele ou então produtos de uso no ambiente, caso sejam aplicados de maneira errada podem intoxicar o animal ou contaminar o ambiente”, disse o professor.

Gabriel ainda explica que “o antiparasitário é um medicamento que elimina pulgas e carrapatos. O efeito da droga causa dano apenas para os ectoparasitas. A maioria dos antiparasitários atuam no bloqueio dos neurotransmissores da pulga ou carrapato, provocando paralisia e morte. Para o animal que recebe o comprimido, raramente observa-se efeitos colaterais, pois os laboratórios fabricantes garantem uma segurança terapêutica ao animal, desde que utilizada seguindo as recomendações do médico veterinário”.

Importante: se não houver o tratamento do ambiente para eliminação das pulgas e carrapatos, o animal poderá se infestar novamente após alguns dias.

2. Pipetas antipulgas

antipulgas
Foto: Pexels

As pipetas antipulgas ajudam a eliminar pulgas e carrapatos e também funcionam como repelente de insetos.
O tempo útil de ação, em média, desse tipo de produto é de 2 meses. “Porém, em alguns casos, observa-se um tempo menor, principalmente se não respeitar a recomendação do fabricante de não dar banho até 2 dias antes e depois a aplicação”, comenta o professor.

As pipetas são interessantes para os cachorros que não toleram a oferta de comprimidos e acabam mordendo ou arranhando o tutor.

Mas fique atenta! O professor Gabriel de Abreu Pfrimer, do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis, comenta que “a desvantagem das pipetas é que se o tutor não tiver conhecimento da forma adequada de aplicação, poderá acontecer desperdício do produto ou até mesmo a intoxicação do animal, caso ele tenha possibilidade de lamber o local aplicado o produto”.

3. Coleiras antipulgas

antipulgas
Foto: Pexels

As coleiras são a opção mais prática para os donos de cachorros, já que o produto apenas é colocado no pescoço do animal. Inclusive, já existem opções no mercado que prometem duração de até 8 meses, como a coleira Seresto.

O bom dessas coleiras é que elas têm efeito repelente de insetos, “principalmente aqueles que levam ao desenvolvimento das miiases em feridas abertas (popularmente conhecido como “bicheira”) e a leishmaniose”, ressalta o professor.

Coleira antipulga é tóxica para os cachorros?

Uma dúvida que muitos tutores têm é se as coleiras podem causar algum risco para a saúde dos pets.

O professor da Anhanguera de Anápolis explica que “lentamente, a coleira vai liberando o princípio ativo por todo o corpo do animal para eliminação e prevenção de ectoparasitas. Com isso, possuem baixa toxicidade e geram segurança para o animal e para família”.

Mas, o professor Gabriel de Abreu Pfrimer reforça que alergias podem ocorrer, já que “a desvantagem é que animais sensíveis aos princípios ativos podem ter reações alérgicas como vermelhidão ou feridas crostosas, sendo recomendado a retirada da coleira”.

4. Talcos e shampoos antipulgas

antipulgas
Foto: Pexels

Se você utiliza apenas talcos e shampoos antipulgas em seu cãozinho, é melhor rever isso! Tudo bem que eles são as opções com o custo mais baixo para os tutores, mas não são tão eficazes.

“Talcos e shampoo não são as formas mais eficiente no controle de pulgas e carrapato. São indicadas como adjuvantes no tratamento. Animais com hipersensibilidade podem manifestar reações alérgicas”, explica o professor da Anhanguera de Anápolis.

Os shampoos e talcos antipulgas devem ser usados apenas para higienização dos animais, isso porque os princípios ativos auxiliam na eliminação das pulgas e carrapatos.

E fica o alerta feito pelo professor: “é importante tratar também o ambiente com produtos inseticidas para que os talcos e shampoos possam ser uma boa alternativa de combate aos ectoparasitas”.

5. Tratamento ambiental

antipulgas
Foto: Pexels

O professor da Anhanguera de Anápolis explica que “as populações de pulgas e carrapatos adultos que se encontram nos animais representam apenas 5% do total da população, os demais 95% estão no ambiente em forma de ovos ou larvas de pulgas; ou ovos, larvas ou ninfas de carrapato”.

Ou seja, não adianta você tratar do pet, mas se esquecer de cuidar do ambiente onde ele (e você) moram.

“O segredo do tratamento ambiental é compreender que as pulgas e carrapatos possuem um ciclo biológico entre 15 e 21 dias, desde a liberação dos ovos no ambiente e o repasto de sangue desses ectoparasitas na pele dos cães” ressalta o professor Pfrimer.

Por isso, se você faz ou fez a dedetização apenas uma vez, saiba que isso não é o suficiente, já que segundo o professor “o desejável é repetir até 3 aplicações com intervalos de 21 dias em casos apenas de controle e prevenção ambiental e 15 dias em casa de infestação”.

Produtos para tratamento do ambiente intoxicam os cachorros?

Os produtos para tratamentos antipulgas ambientais são diluídos em água. Por isso, após o produto secar, os animais poderão retornar normalmente ao ambiente.

“Os produtos à base de Amitraz são os mais eficientes. Porém, deve-se tomar o cuidado de não deixar o animal exposto ao ambiente durante a dedetização, pois eles facilmente se intoxicam, principalmente os gatos”, ensina o professor.

Como esses produtos são aplicados?

De acordo com o professor da Anhanguera de Anápolis, “deve-se aplicar o produto preferencialmente na casinha de madeira, canil, gatil, frestas, gramado e rodapé das paredes do quintal ou do ambiente interno em que vivem os animais. Para os animais de apartamento, utilizar o aspirador de pó em pisos de madeira, nas caminhas e casinhas, sofá, tapete e carpete pode auxiliar no controle das pulgas”.

Agora que você aprendeu mais sobre os tipos de antipulgas disponíveis no mercado, já decidiu qual vai usar em seu cãozinho? Lembre-se de conversar com seu médico veterinário de confiança para ter orientações específicas para seu pet.

Mais saúde para seu pet

Já pensou em você mesma fazer petiscos naturais para seu cachorro?

Conheça o curso online que ensina você a preparar biscoitos 100% saudáveis para alegrar seu cão!

Acesse o conteúdo e saiba mais ⤵

Sabia que você pode oferecer frutas, legumes e verduras para seu cão? Mas você deve fazer isso com sabedoria e entender perfeitamente quais são os alimentos que seu cachorro pode comer.

Não são todas as comidas que os humanos se alimentam que podem ser oferecidas para os pets. Por isso, toda atenção é necessária. Nós já conversamos com professoras do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis Anhanguera de Niterói para entender mais sobre o assunto.

De acordo com a professora Vivian Marcon, “o uso de ingredientes naturais em forma de dieta caseira também podem ser inseridos na rotina alimentar do animal, desde que sob as orientações do médico veterinário”.

Então, o primeiro passo é você conversar com seu médico veterinário de confiança, para em seguida começar a oferecer os alimentos naturais para o cão.

Se você já foi orientada, confira quais são os alimentos dos humanos que seu cachorro pode comer e também quais ele deve evitar e outros que você não pode oferecer:

cachorro pode comer

Feito pelo blog AmorAosPets.com

ANOTE! Os alimentos que você não pode oferecer para seu cachorro são:

  • Alho
  • Abacate
  • Cebola
  • Cerveja
  • Chicletes
  • Chocolate
  • Nozes
  • Romã
  • Uva

Mas, em contrapartida, já viu que tem bastante coisa gostosa que seu cachorrinho pode comer 😉

Ofereça os alimentos sempre de forma moderada, sem exageros, ok?

Veja mais

Que tal conferir mais receitas de guloseimas para cachorro? Você mesma pode preparar esses alimentos em casa e servir em pequenas porções para seu pet.

Lembrando que o consumo desses petisco não deve ultrapassar 10% da dieta do cão e muito menos substituir uma refeição, ok?

Acesse o conteúdo ⤵

Nem só de ração seu cachorro deve viver! Saber quais verduras e legumes que seu cachorro pode comer ajuda a incrementar a dieta do pet.

Segundo a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói, Ursula Raquel da Silva, para começarmos a falar sobre alimentos para os cães devemos “considerar que uma alimentação equilibrada significa ter, em uma refeição, todos os nutrientes necessários para o perfeito funcionamento do organismo”.

Essas orientações, para montar uma dieta balanceada para seu pet, você consegue com seu veterinário de confiança. Esse profissional vai fazer o levantamento do que você pode oferecer e principalmente a quantidade que pode dar ao cão por dia.

A professora da Anhanguera de Niterói completa que “um alimento é funcional quando ele afeta beneficamente uma ou mais funções-alvo no organismo, além de possuir os adequados efeitos nutricionais, de maneira que seja tanto relevante para o bem-estar e a saúde, quanto para a redução do risco de ocorrência de doenças”.

A professora de Medicina Veterinária ainda destaca que a inclusão de vegetais, legumes, frutas e cereais integrais na alimentação dos cães vem crescendo cada vez mais.

“Esse apelo tem crescido diante de problemas de segurança alimentar e da preocupação com alimentos de qualidade que atendem as necessidades nutricionais dos animais de companhia. Segundo os tutores e consumidores, benefícios ambientais e de saúde são os principais fatores para a crescente aquisição dos chamados produtos naturais para os nossos amiguinhos”, ressalta a professora.

Se oferecer verduras e legumes traz benefícios para a saúde do pet, você precisa estar atenta a quais produtos pode oferecer para seu cão.

Importante:

  • Antes de oferecer verduras e legumes para cachorros, converse com um Médico Veterinário de confiança.
  • Os legumes devem ser cozidos sem nenhum tempero antes de oferecer ao seu cachorro.
  • Amasse ou passe os legumes em um processador. Isso ajuda no processo de digestão.

Verduras e legumes que seu cachorro pode comer

De acordo com a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói, Ursula Raquel da Silva, “legumes e verduras são também ricos em fibras, garantem vitaminas e minerais aos bichinhos e possuem ainda baixo teor calórico e de gordura. É muito positivo no sentido de evitar que o cão ganhe peso demais ou que tenha problemas nas articulações e de circulação. Ainda melhoram o sistema digestivo e ajudam a regular o funcionamento do intestino”.

Já que os benefícios são grandes, a professora Ursula fez uma lista com as verduras e legumes mais comuns que podemos oferecer na dieta dos nossos cães:

  • Abobrinha: alimento rico em vitaminas do complexo B, vitamina A, minerais como potássio, fósforo, cálcio, sódio e magnésio. Cozinhe o alimento e ofereça cortado em pequenos pedaços ao seu pet.
  • Abóbora: “é uma hortaliça muito rica em nutrientes, e amplamente utilizada na culinária. Além de ser um alimento pouco calórico, pois quase não contém gordura, a abóbora é rica em cálcio, fósforo, potássio, ferro e manganês. A abóbora contém ainda carboidratos e proteína, além de ser fonte de diversas vitaminas, como por exemplo a vitamina A, C, e E”, explica a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói.
  • Alface: a hortaliça contém vitaminas A e C, Fósforo, cálcio e Ferro. De acordo com a professora Ursula “o cão pode comer alface em pequena quantidade, entretanto, este é um vegetal com pouco valor nutritivo. Não há qualquer contraindicação em relação ao consumo de alface por cães, desde que seja em quantidade moderada, ou seja, se o seu cão ingerir um pouco de alface, não há nenhum elemento perigoso nas folhas capaz de causar uma intoxicação”.
  • Batata: fonte de vitamina do complexo B e C, Ferro, Cálcio e Potássio. Ajuda no sistema imunológico, músculos, ossos e dentes. A professora do curso de Medicina Veterinária alerta para um ponto: “cuidado com a batata crua, pois possui uma toxina chamada solanina, que faz mal para a nossa saúde, assim como para a saúde dos cães. Essa substância é extremamente tóxica para os cães e pode causar vômito, diarreia e até problemas mais graves. A batata crua não pode ser oferecida aos cães, portanto o cozimento é obrigatório, pois é a única maneira de eliminar qualquer traço de solanina”, explica.
  • Batata-doce: de acordo com a professora Ursula, a batata-doce “é um alimento rico em fibras, betacaroteno, vitamina B6, vitamina C e minerais. O betacaroteno reduz o risco de doenças como o câncer, ajuda a neutralizar os radicais livres e as fibras ajudam no bom funcionamento do sistema digestivo”.
  • Batata Salsa: também conhecida como batata baroa ou mandioquinha, esse carboidrato é uma ótima opção para compor a dieta balanceada do seu pet. O alimento é rico em vitamina A, B, cálcio, magnésio, fósforo e ferro.
  • Berinjela: “a berinjela é um alimento rico em vitaminas, como a vitamina A, B1, B2 e C. Além disso, é um vegetal rico em minerais, como ferro, potássio, fósforo, cálcio e magnésio. É ainda conhecida por ajudar a controlar o colesterol e conter substâncias antioxidantes, capazes de controlar os radicais livres e prevenir doenças, como, por exemplo, as doenças cardiovasculares”, comenta professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói, Ursula Raquel da Silva.
  • Beterraba: rica em vitamina A, C e complexo B. Cozinhe a beterraba e retire a casca para oferecer ao seu cachorro. Importante: animais que têm diabetes não devem consumir beterraba.
  • Brócolis: professora Ursula nos ensina que o brócolis “é um alimento rico em antioxidantes, que são conhecidos por serem capazes de combater as células causadoras do câncer. Rico também em minerais como cálcio, potássio, ferro, zinco e sódio, o Brócolis é composto por várias vitaminas, como a vitamina A, C, B1, B2, B6 e K. O brócolis em si não é tóxico, e traz muitos benefícios a dieta de um cachorro, da mesma forma que traz para o ser humano. Na verdade, o que pode causar intoxicação é uma quantidade exagerada de brócolis na alimentação do seu cão. Brócolis contém isotiocianato, que é uma substância que pode causar irritação gástrica e, em excesso, pode causar intoxicação em cães”.
  • Cará: Assim como o inhame, o cará é uma boa opção de carboidrato para oferecer na dieta do seu cachorro.
  • Cenoura: um legume perfeito para você oferecer como petisco para seu pet. A professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói, Ursula Raquel da Silva explica que “além de ser um alimento pouco calórico, as cenouras são ricas em fibras e contêm elementos antioxidantes como a vitamina A e carotenoides, que ajudam a proteger as células do organismo. Os nutrientes da cenoura que são bons para a nossa dieta regular incluem, além da vitamina A, vitaminas C, D, E, K, B1 e B6. Vale lembrar que a cenoura cozida também pode ser oferecida ao seu cachorro, desde que você não adicione temperos ou especiarias que possam prejudicar a saúde do seu animal. Lembre-se que temperos como pimenta, alho, cebola, temperos industrializados e até mesmo o sal em excesso podem ser muito prejudiciais à saúde dos cães”.
  • Chuchu: “o chuchu é considerado um alimento muito benéfico para a saúde, e isso se aplica também aos cães. Mas, não deve ficar muito tempo cozinhando”, comenta a professora da curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói. Ao cozinhar o alimento por muito tempo, este acaba perdendo boa parte de seus nutrientes.
  • Couve-flor: você deve oferecer couve-flor com moderação para seu cão. Esse alimento, se combinado com brócolis, por exemplo, pode fazer com que seu cachorro fique com gases. A professora Ursula afirma que “apesar de trazer muitos benefícios para a saúde, sendo importante para o combate de células cancerígenas, essa substância pode causar irritação gástrica. Se consumida em quantidades maiores, pode até causar intoxicação”.
  • Couve manteiga: alimento rico em vitamina A, C e K, Fósforo, Ferro e Cálcio. A couve deve ser cozida antes de ser oferecida ao animal.
  • Ervilha: “A ervilha fresca é um alimento muito nutritivo, que contém fito-nutrientes singulares, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Este alimento contém elementos importantes como as vitaminas do complexo B, vitamina A, C e K, e também minerais como ferro, cálcio, cobre, zinco e manganês”, ensina a professora.
  • Espinafre: pode ser oferecido com moderação! De acordo com a professora “merece atenção especial porque as folhas do espinafre contêm uma substância chamada ácido oxálico (ácido etanodioico) que, quando consumido em grandes quantidades, pode ser tóxico para os cães”.
  • Inhame: Um carboidrato muito importante para dieta do seu pet e sendo uma raiz rica em energia, fibras e vitaminas essenciais para a saúde do cão. A professora Ursula reforça que devemos “sempre de cozinhar bem o inhame e amassá-lo antes de oferecer para o bichinho”.
  • Salsinha: um ótimo tempero para dar mais sabor às verduras e legumes que cachorros podem comer. É rica em vitamina A, B1, B2, C e D.
  • Vagem: a professora da Anhanguera de Niterói explica que a vagem “é rica em vitamina C. É indicada para diminuir o colesterol, e em alguns casos,  deve ser utilizada na alimentação de cães diabéticos”.

Cuidados importantes

A professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói reforça que “legumes que não estejam maduros são proibidos pois possuem toxinas nocivas aos animais”.

A professora Ursula cita que os tutores não devem oferecer para seus cães:

Cebola e alho: “possuem dissulfeto de n-propil, capaz de causar uma severa anemia. Também podem provocar letargia, taquicardia, hiperventilação, gengivas pálidas e, em casos graves, colapso respiratório”, explica a professora.

Batata verde: “batatas que ainda não amadureceram contêm solanina e podem causar náuseas, vômitos, convulsões e, posteriormente, problemas de coração. O alcaloide desaparece depois que as batatas são cozidas”, esclarece.

Ou alerta feito pela professora Ursula é em relação à oferta de espiga de milho. “Diferente da maioria dos produtos hortícolas, a espiga de milho não digere bem no estômago do cão. Caso ele engula um pedaço grande, pode provocar obstrução intestinal, sendo que os sinais clínicos são vômitos, perda de apetite, falta de fezes ou mesmo diarreia”.

Todo cuidado é essencial para mantermos a saúde dos nossos cachorrinhos em dia, não é mesmo?

Agora que você já sabe quais são as verduras e legumes que os cachorros podem comer, confira uma lista com as frutas que você também pode oferecer para seu cão. Clique aqui e confira a lista.

Veja mais

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵

Oferecer frutas para cachorro é um sinal de amor. Sim, alimentar seu cãozinho de maneira saudável faz com que a expectativa de vida do animal aumente. Sem contar no fato de você oferecer uma alimentação gostosa que o peludo vai comer com gosto!

Mas não é todo tipo de fruta para cachorro que pode ser oferecida. Existem as frutas liberadas e frutas proibidas para os cachorros. Para deixar você bem informada sobre isso e evitar problemas, nós conversamos com a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis, Vivian Marcon.

De acordo com a professora, “assim como os preparados comerciais já prontos no mercado pet, como no caso das rações e petiscos, o uso de ingredientes naturais em forma de dieta caseira também podem ser inseridos na rotina alimentar do animal, desde que sob as orientações do médico veterinário”.

Por isso, tenha em mente que você pode (e deve) oferecer frutas para cachorro. Porém, faça isso com orientação de um veterinário da sua confiança. Alguns animais podem ter doenças como diabetes, por exemplo, e toda a atenção com o seu cão é necessária nesse momento.

A professor Vivian Marcon ainda explica que “o uso de diversas modalidades de dieta atende desde a necessidade de um balanceamento nutricional até a finalidade terapêutica em quadros de enfermidades onde se requer o tratamento coadjuvante com nutrientes adequados”, complementa a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis.

Então, para que você ofereça esses alimentos com segurança, a professora Vivian Marcon nos passou uma lista de frutas para cachorro que você pode oferecer para seu amiguinho. Segundo a professora de Medicina Veterinária, “no caso das frutas, algumas particularidades devem ser consideradas para que o tutor saiba os benefícios e os cuidados na hora de fornecê-las ao seu animalzinho”.

Confira a explicação da professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Anápolis:

Frutas para cachorro: quais seu cão pode comer

As frutas que cachorros podem comer são:

  • Banana: rica em potássio, fibras e uma ótima fonte energética. Auxilia no sistema imunológico e na função intestinal. Deve ser fornecida sem a casca e sem exageros.
  • Caqui: possui manganês, potássio, carotenoides e agentes antitumorais na casca. Previne tumores, ajuda a baixar os triglicérides, possui ação antioxidante diminuindo o risco de doenças degenerativas e fortalece o sistema imunológico.
  • Goiaba: rica em licopenos. Protege contra o câncer e reduz o rico de hipertensão arterial.
  • Kiwi: rico em vitamina C, fibras e magnésio. Protege contra o câncer, fortalece ossos e o sistema imunológico. Deve ser fornecida sem casca.
  • Maçã: possui fibras e pectina que ajudam a regular a glicemia. Serve como anti-inflamatório natural. Fonte de mineral borônico que combate a artrite e a osteoporose. Favorece a função intestinal. Fornecer sem sementes.
  • Manga: Contém sais minerais, fibras vitaminas A, B e C e carotenoides. Auxilia no sistema imunológico, diminui o risco de doenças degenerativas, previne envelhecimento precoce. Fornecer sem a casca e sem caroço. Não pode para cadelas gestantes.
  • Caju: rico em vitamina C e ferro. Auxilia o sistema imunológico.
  • Melão: fonte de vitaminas B6 e C, fibras, potássio, cálcio, fósforo e ferro.
  • Morango: de preferência, morangos orgânicos. Contém vitamina C e ácidos. Diminui os riscos de câncer, melhora a função cerebral e ação anti-envelhecimento.
  • Pera: fonte de potássio, sais minerais, vitaminas A, B1, B2, C e niacina, fibras. Protege o intestino de doenças inflamatórias. Fornecer sem as sementes.

Frutas proibidas para cachorros: seu cão não pode comer

As frutas que seu cachorro não pode comer são:

  • Abacaxi: pode causar gastrite por causa da acidez.
  • Abacate: fruta que pode causar intoxicação por meio da ingestão das folhas, semente e polpa. Existem estudos que observam que o abacate pode desencadear acúmulo de líquido nos pulmões, tecidos de coração, pâncreas e cavidade abdominal. Por ser rico em gordura, pode levar a pancreatite.
  • Carambola: possui uma toxina que não pode ser filtrada pelo rim, portanto pode ser tóxica para este órgão.
  • Laranja: pode levar a gastrite por causa da acidez.
  • Limão: pode levar a gastrite por causa da acidez.
  • Uva: contém taninos que podem levar a lesão renal no animal. Os animais que a ingerem podem apresentar vômito, diarreia, desidratação e fraqueza.

Quais frutas meu cachorro pode comer?

Veja um resumo!

frutas para cachorro

As frutas são ótimas ideias de petisco para você oferecer ao seu cachorro como forma de recompensa. Quando ele fizer algo positivo, dê um petisco assim para ele 🙂

Veja mais

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵

Quem tem um bichinho de estimação tira milhares de fotos dele. Sim, nós amamos tanto nossos pets que queremos registrar cada segundo do crescimento deles. Mas, acertar no clique nem sempre é fácil. Por isso, uma empresa de Los Angeles criou um acessório para celular que ajuda nessa tarefa!

Os pets não são os modelos mais tranquilos e pacientes do universo, mas com esse acessório para celular, tirar uma foto com seu pet olhando para a câmera pode ficar mais fácil.

A empresa Paw Champs criou o Flexy Paw, um acessório flexível que pode ser preso na parte superior do celular. Veja como ele vai funcionar:

Esse acessório para celular possui uma espécie de grampo no qual você fixa um petisco que o pet adora. É batata! O animal vai ficar olhando para o petisco e você vai acertar no clique perfeito!

Acessório para celular ajuda você a tirar fotos de animais de estimação

 

O acessório para celular é totalmente flexível, permitindo que você posicione o petisco para seu pet acima da câmera frontal do seu celular. Fica mais tranquilo ajustar dessa forma.

Ainda não é possível comprar um Flexy Paw, porque o protótipo ainda está levantando fundos no Kickstarter. A Paw Champs precisa arrecadar 39 mil dólares para garantir que esse acessório esteja disponível no mercado.

Você pode contribuir com 16 dólares no projeto. Fazendo isso, você recebe um Flexy Paw quando o acessório estiver disponível. Eu acabei contribuindo, adoro projetos do Kickstarter.

Veja mais vídeos e fotos do Flexy Paw

Ficou curioso? Veja mais exemplos sobre o Flexy Paw!

Acessório para celular para fotografar pets

Flexy Paw – Kickstarter

É só prender um petisco ou brinquedinho que seu pet gosta

Flexy Paw – Kickstarter

A haste é flexível e fácil de ajustar

Flexy Paw – Kickstarter

O clique perfeito vai ficar mais fácil

Flexy Paw – Kickstarter

Veja o resultado

acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter

Já pensou em capturar um momento assim?

Flexy Paw – Kickstarter

Veja mais fotos de demonstrações da Flexy Paw, o acessório para celular para fotografar pets

acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter
acessório para celular
Flexy Paw – Kickstarter

E aí, que tal ajudar no projeto e ser um dos primeiros a receber um Flexy Paw em casa?

VEJA MAIS

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵

Brinquedos para cachorro são essenciais para os donos de pets. É impossível ter um cachorrinho e não oferecer pelo menos um brinquedinho para ele se divertir, se desestressar e brincar ao longo do dia.

Se você trabalha fora e seu cachorro fica o dia inteiro sozinho, saiba que deixar o animal com alguns brinquedos é primordial para o bem-estar do cachorro. Muitos animais se sentem solitários e até depressivos sem os donos. Os brinquedos ajudam a conter essa ansiedade até que você chegue em casa para dar muito carinho e abraços no seu pet.

E comprar brinquedos para cachorro pela internet é uma ótima alternativa. Nem sempre temos tempo de ir ao pet shop para fazer essas compras. Pesquisando em lojas conceituadas e de qualidade, você compra um agrado para seu amigo sem sair de casa.

Confira nossa seleção com itens que seu cachorro com certeza vai curtir.

Brinquedos de corda para cachorros

Os brinquedos de corda para cachorros são excelentes opções para incentivar a mastigação dos pets. Com esses brinquedos, seu cachorro se diverte e, ao mesmo tempo, fortalece a mastigação. Confira boas opções para comprar pela internet para seu cachorro:

1. Brinquedo Mordedor Western Para Cães com Bola e Alça

brinquedos para cachorro

Corda e bolinha! Brindo perfeito para brincar de cabo de guerra com seu cachorro. Ou, simplesmente para deixar para o cachorro se divertir. Interessou? Você pode comprar aqui.

2. Brinquedo Jambo para Cães

brinquedos para cachorro

Cães de todos os portes podem brincar com essa opção. É uma corda perfeita para cabo de guerra. Ajuda a reduzir a ansiedade do bichinho. Você pode comprar aqui.

3. Brinquedo Jambo corda 8 Twisted

brinquedos para cachorro

Mais uma opção de brinquedo de corda para seu cãozinho. Tanto filhote quanto adultos vão se divertir com essa cordinha. Você pode comprar aqui.

4. Brinquedo Cordabella Fio Dental Cães Big 2 Nós

brinquedos para cachorro

Essa cordinha é sucesso com a cachorrada! É uma opção perfeita para fortalecer a mandíbula do seu pet. Cães de todos os portes podem se divertir com esse brinquedo. Você pode comprar aqui.

5. Brinquedo Chalesco Para Cães Dental Bone Colorido

brinquedos para cachorro

Mais uma opção perfeita para incentivar a mastigação do seu cachorro. Com um brinquedinho assim, as chances do seu cachorro roer os móveis da sua casa vão reduzir. Incentive seu pet a mastigar os brinquedos certos! Você pode comprar aqui.

Brinquedos para cachorro: bolinhas

Bolinhas! O brinquedo mais clássico e que 99% dos cachorros ADORAM brincar. Existem muitas opções e você pode adquirir algumas pela internet, sem sair de casa! Confira nossas sugestões:

6. Bolinha de cravinho

Uma bolinha de borracha para seu cão morder. É muito legal para pets filhotes que podem usar a bolinha para coçar a gengiva. Você pode comprar aqui.

7. Brinquedo Ocupacional Redondog Pet Games

brinquedo para cachorro

Esse brinquedinho é sensacional! Você coloca um pouquinho de ração ou do petisco que seu cachorrinho adora e deixa a bolinha para ele brincar. Conforme ele brinca, os petiscos caem e ele ainda faz um lanchinho. Você pode comprar aqui.

8. Bolinha LCM Decorativa Amarela

brinquedo para cachorro

Um clássico que nunca sai de moda! Bolinhas de tênis são garantia de sucesso na brincadeira com seu cachorro. Independente do porte do seu pet, ele vai se divertir muito com uma bolinha. Você pode comprar aqui.

9. Bolinha com som

brinquedo para cachorro

Mais uma bolinha, agora com material mais emborrachado e que faz som. Seu cachorrinho vai ficar entretido por muito tempo com um brinquedo como esse. Você pode comprar aqui.

10. Bolinha de espinho emborrachada

brinquedo para cachorro

Essa bolinha é perfeita para filhotes. Quando os dentinhos do seu cachorro estão crescendo, ele começa a roer tudo para coçá-los. Com uma bolinha de espinhos assim, ele morde o brinquedo em vez do seu chinelo. Você pode comprar aqui.

Brinquedos de pelúcia para cachorros

Os cachorrinho adoram um brinquedo de pelúcia. É como se fosse o brinquedo para dormir ou “matar” ao longo do dia. Confira boas opções e com preços bem variados:

11. Macaco de pelúcia

brinquedo para cachorro

Seu cachorro vai adorar esse macaco. Bem macio e perfeito para “matar”. Você pode comprar aqui.

12. Elefantinho de pelúcia

brinquedo para cachorro

Esse elefante de pelúcia é perfeito para seu cachorro morder. Possui um formato que chama a atenção dos cachorro. Você pode comprar aqui.

13. Brinquedo Kong Layerz Hedgehog RG Marrom para Cães

brinquedo para cachorro

Esse brinquedo para cachorro possui textura macia e, quando o animal morde, o brinquedo faz barulho. Você pode comprar aqui.

14. Chinelo de pelúcia

brinquedo para cachorro

Seu cachorro adora comer seu chinelo? Que tal oferecer um de pelúcia para ele? Ok, não é a mesma coisa, mas pode ser que ele se divirta! Você pode comprar aqui.

15. Brinquedo Guttipet Pelúcia Monstrinho Verde

brinquedo para cachorro

Mais um bichinho de pelúcia para seu cachorro morder e brincar. É uma boa opção para cachorros de pequeno porte que precisa reduzir o estresse. Você pode comprar aqui.

16. Brinquedo de Pelúcia Chalesco Pirâmide

brinquedo para cachorro

A textura macia desse brinquedo vai ser perfeita para seu cachorrinho, principalmente se você sai o dia todo e deixa o pet sozinho em casa. Você pode comprar aqui.

17. Brinquedo Chalesco Para Cães Pelúcia Leão Amarelo

brinquedo para cachorro

Uma pelúcia em formato de leão para seu pet brincar. É bem possível que ele “mate” esse ursinho o dia inteiro! Você pode comprar aqui.

18. Pelúcia de mico

brinquedo de pelúcia

Mais um macaquinho para seu cachorro morder a tarde inteira! Você pode comprar aqui.

19. Brinquedo Afp Cheff Batata Bbqpara Cães

brinquedo para cachorro

O fato desse brinquedo ter os braços de corda é perfeito para seu pet. Isso vai chamar muito a atenção dele – além de ser bom para coçar e limpar os dentinhos. Você pode comprar aqui.

20. Mordedor de Pelúcia Jambo Monstro para Cães – Verde

brinquedo para cachorro

Esse brinquedo de pelúcia para cachorro é lindo! Tem formato de monstrinho e os braços vão prender a atenção do seu pet por muito tempo. Você pode comprar aqui.

Brinquedos para cachorro de grande porte para comprar

Os cães de grande porte podem brincar com todo tipo de brinquedo, dos mais leves aos mais pesados. Você sempre deve observar e cuidar para que seu cão não ingira um brinquedo pequeno, ok? Isso realmente pode acontecer. Confira sugestões de brinquedos para cachorro de grande porte que você pode comprar pela internet:

21. Brinquedo de pneu

brinquedos para cachorro

Um pneuzinho é garantia de diversão para cães de grande porte, especialmente. Seu pet vai morder e brincar por horas com um pneu. Você pode comprar aqui.

22. Lançador de bolinha

brinquedos para cachorro

Haja braço para arremessar bolinhas para cães de grande porte! Para quem não aguenta o pique dos pets por muito tempo, existe um lançador de bolinhas. Isso mesmo! Você atira a bolinha com uma pistola para seu cão buscar e trazer novamente. Você pode comprar aqui.

23. Bola de futebol americano grande

brinquedos para cachorro

Uma bola oval para seu cão brincar! Essa é mais uma opção emborrachada para cães de grande porte se divertirem com segurança. Você pode comprar aqui.

24. Brinquedo para cabo de guerra

brinquedos para cachorro

Os cachorros de grande porte são fortes e adoram brincar de cabo de guerra. Seja com opções de corda ou emborrachadas, ter um brinquedo assim é muito importante para cães grandes. Você pode comprar aqui.

25. Brinquedo de corda e bola de tênis para cachorro de grande porte

brinquedos para cachorro

Mais uma ideia de brinquedo para cachorros de grande porte brincarem de cabo de guerra com seus donos. Você pode comprar aqui.

Agora, é só comprar pela internet e esperar sua encomenda chegar em casa!

Veja mais

Ok, se comprar brinquedos para cachorro fica muito caro pra você, que tal fazer um brinquedo em casa no melhor estilo DIY?

Você vai precisar de uma meia e uma bolinha de tênis, só isso!

Acesse o conteúdo ⤵

Sabe quando seu pet está super sujinho e precisa de um banho profissional, mas você não tem o telefone de um pet shop por perto? Ou, pior ainda, você não consegue um horário no pet que você sempre leva seu animalzinho para aquele banho caprichado?

Foi diante de um dilema como esse que surgiu o Pet Booking, um aplicativo que conecta tutores a diversos serviços para os bichinhos de estimação. Você agenda online desde banho e tosa, até day care, hoteizinhos e consultas veterinárias.

A ideia de negócio surgiu quando o empreendedor e CEO Robert Dannenberg precisava agendar um banho para seus pets. Mas, como já estava de noite, não encontrou nenhum estabelecimento aberto.

“Liguei em vários locais, mas ninguém atendia.  A pesquisa na internet também não ajudou. Geralmente os estabelecimentos menores não possuem sites por conta do alto custo. Diante desse cenário, enxerguei uma oportunidade de negócio e decidi criar uma ferramenta de agendamento que funcionasse 24 horas por dia. O Pet Booking ajuda os tutores – que precisam localizar os serviços –, mas também os estabelecimentos, já que oferece uma vitrine virtual que ajuda que ajuda na captação de mais clientes”, explica o CEO.

No mercado desde julho de 2016, o app já possui 17 mil profissionais cadastrados e realizou mais de 11 mil agendamentos – nos últimos sete meses.

Como funciona o Pet Booking

Pet Booking

Você, dono de um bichinho de estimação, precisa fazer um cadastro rápido para usar o serviço.

No Pet Booking, você pode agendar banho, tosa, consultas veterinárias, exames e outros serviços. O mais legal é pode fazer isso sem precisar ligar ou se deslocar até o estabelecimento.

A busca é feita por meio de geolocalização, caso você esteja usando o seu celular. Sim, além da versão online que você acessa pelo seu navegador, existe um aplicativo para Android e iOS.

Você também pode usar os filtros de pesquisa, escolhendo data, selecionando bairros, facilidades (como ter estacionamento no pet shop) e até a faixa de preço máxima que pode gastar.

Até o momento, a plataforma está disponível em cidades do estados de São Paulo e na cidade de Curitiba, mas pretende expandir para todo Brasil até o final do ano. Mas mesmo que sua região ainda não esteja cadastrada, já vale a pena você garantir o seu acesso e conhecer a ferramenta.

Cadastre seu amiguinho

Um ponto muito legal no Pet Booking é o fato de você cadastrar seu animal de estimação. Com isso, você consegue adicionar as características do bichinho. Por exemplo, você pode indicar alguma alergia, problema de saúde ou preferência de produtos, além de avaliar os profissionais e estabelecimentos disponíveis.

Mas eu tenho que pagar para usar o Pet Booking?

Pet Booking

Nenhuma cobrança é feita ao cliente. Ou seja, para realizar um agendamento, você não vai gastar absolutamente nada.

Os estabelecimentos podem se cadastrar gratuitamente pelo site e só é cobrado R$ 2,99 por transação efetuada na plataforma – diferente de muitas plataformas que cobram porcentagem ou comissões de vendas. O lojista passa a ter a disposição uma agenda completa e acesso a relatórios gratuitamente.

E aí, que tal agendar o banho do seu animalzinho de estimação direto pela internet? É mais fácil e prático!

Veja mais

Agora que você já pode marcar um banho e uma tosa para seu pet sem precisar ligar para ninguém, fazendo isso pela internet, que tal conferir o nosso texto com 9 fotos de cachorros antes e depois da tosa? São foto incríveis com a tosa japonesa. Você vai adorar!

Acesse o conteúdo ⤵

pet booking

Você sabe quais são as vacinas para cachorro que seu pet deve tomar no primeiro ano de vida e anualmente? Para te ajudar a deixar seu bichinho de estimação imunizado, nós conversamos com Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular. A profissional nos passou todos os detalhes e o que fazer para manter a carteirinha de vacinação do seu cachorro sempre em dia!

O primeiro alerta que a médica veterinária Caroline Mouco Moretti fez foi de que “não se deve vacinar filhotes com menos de 45 dias de idade, a menos que a cadela que deu à luz aos filhotes nunca tenha sido vacinada, pois as vacinas podem ser inativadas pelos anticorpos passados da mãe para a cria”.

Portanto, quando você for pegar um filhote de um abrigo, canil ou for comprar um animalzinho, fique atento à essa primeira vacinação. Após esses 45 dias, vem a primeira dose da vacina V10 ou V8.

Vacinas para cachorro: quais são e quando seu animal deve tomar?

vacinas para cachorro
Foto: Pexels

O primeiro ano de vida do cachorrinho é o mais movimentado em se tratado de vacinação. São vários reforços essenciais para que esse filhote cresça com saúde.

Segundo a médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular, “as vacinas V10 ou V8 são feitas em 3 ou 4 doses no filhote, sendo que a última dose deve ser dada quando o animal estiver completando 3 meses e meio de vida. As doses são dadas em intervalos de 21 a 30 dias”. Esse prazo de intervalo será definido pelo seu médico veterinário

Caroline Mouco Moretti ainda reforça que “algumas raças maiores como Doberman, Rottweiler e Labrador muitas vezes recebem a 4ª dose da vacina V10 ou V8”. Sempre converse com seu médico veterinário de confiança para saber se seu pet tem necessidade de tomar essa 4ª dose.

Quando o cachorro está com 16 de semanas de vida, em média, “a vacina contra raiva normalmente é feita junto com a última dose da vacina V10 ou V8. Essa vacina possui apenas uma dose e deve ser feita anualmente”, explica a diretora clínica do Grupo Vet Popular.

Já a vacina contra a gripe canina pode ser feita de 2 maneiras diferentes, isso vai depender do seu veterinário. A médica veterinária Caroline Mouco Moretti comenta que “o seu veterinário de confiança pode optar pela forma injetável, que compõe 2 doses, com intervalos de 21 a 30 dias. Ou pela vacina intranasal, que é feita apenas uma dose no animal. Essa dose deve ser repetida anualmente”.

A vacina para imunização do seu cachorro contra giardíase também deve ser feita. “A vacina contra o protozoário é feita em 2 doses com intervalos de 21 a 30 dias. Ela deve ser repetida anualmente”, orienta a médica veterinária.

Calendário de vacinas para cachorros

Para te ajudar a se organizar, montamos uma tabela com base nas informações repassadas pela médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular, Caroline Mouco Moretti. Confira:

Vacina importada x vacina nacional: como escolher a melhor opção?

vacinas para cachorro
Foto: Free Images

Essa é uma dúvida muito comum quando pensamos em vacinas para cachorro. Segundo a diretora clínica do Grupo Vet Popular, “a diferença entre a chamada vacina ética (importada) e a vacina nacional é a quantidade de anticorpos produzidos por cada vacina após a imunização do animalzinho”.

A profissional ainda complementa que “as importadas são produzidas de acordo com os padrões internacionais exigidos, o que garante boa imunidade e proteção contra as principais doenças de cada espécie animal”. Portanto as importadas ainda são a melhor opção, sendo escolha única dos médicos veterinários”. Ou seja, quem tem autoridade para escolher qual é a melhor opção para seu peludo é seu médico veterinário, ok?

Duas vacinas para cachorro pouco conhecidas

A médica veterinária Caroline Mouco Moretti nos explicou que ainda existem duas vacinas para cachorro que são pouco conhecidas. Uma é contra a Leptospirose e outra contra a Leishmaniose. De acordo com a profissional, “a vacina de Leptospirose é para cachorros que possuem grande contato com ratos, a vacina é feita a cada 6 meses”.

Dessa forma, se você mora em alguma região endêmica que tenha incidência de ratos, vale ficar atento e conversar com seu veterinário. “Existe também a vacina contra a Leishmaniose que é uma Zoonose de grande importância. Porém essa deve ser bem discutida com seu médico veterinário de confiança”.

Anotou? Quando for a época de vacinação do seu peludo, aproveite para conversar com o médico veterinário sobre essas duas vacinas.

Quais os cuidados que os tutores devem ter com os animais após a vacinação?

As primeiras 24 horas após a vacinação precisam ser bem observadas. Nesse período, os cachorrinhos podem ficar amoadinhos, ter enjoos e vômitos etc.

O aviso de Caroline Mouco Moretti é que “após a vacinação o cachorro pode ter uma mudança comportamental nas primeiras 24h. Isso acontece porque o organismo dele está assimilando a vacina. É preciso que o tutor fique atento ao seu bichinho depois que ele toma a vacina. O sintoma mais comum é dor no local da aplicação e a região pode ficar dolorida por alguns dias”.

Nessas primeiras 24 horas, também pode acontecer do seu peludo ter febre – devido a inflamação e ao contato com os componentes da vacina.

Garantindo o bem-estar do seu cachorro

vacinas para cachorro
Foto: Pexels

Tudo mundo gosta de carinho e cuidados especiais. E, com seu cachorro, também pode ser assim. Nós pedimos dicas para médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular sobre o que fazer após a aplicação das vacinas para gerar um bem-estar para nossos cachorrinhos.

Confira as recomendações da profissional com o que o tutor deve fazer no dia da vacinação:

  • Evitar levar seu cachorro para passeios;
  • Manter o animal em seu habitat de confiança, para que ele consiga se recuperar;
  • Para ajudar na recuperação, fazer compressas de água gelada, intercalada com água morna, no local da aplicação. Isso ajuda a diminuir o edema, reação inflamatório e a dor, é muito satisfatório;
  • Observar se o focinho do animal não fica seco e com temperatura mais quente que o normal, pois isso pode representar febre.
  • Na suspeita de aumento de temperatura, contatar seu médico veterinário de confiança para que ele prescreva um analgésico, antipirético para que a febre cesse.
  • Não forçar alimentação. Deixar o animal à vontade.
  • Os sintomas devem cessar em no máximo 24 horas, caso não ocorra procurar o médico veterinário.

Tudo anotado? A melhor maneira de organizar o calendário anual de vacinação do seu cachorro é fazendo com que todas as vacinas sejam feitas em uma mesma data.

 

Agradecimento

Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular

facebook.com/HospitalVeterinarioVetPopular

 

VEJA MAIS

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵

A fotógrafa Grace Chon fez parte de um projeto incrível chamado HAIRY. Ela registrou o antes e depois da tosa de cachorros. Diferente do que muita gente espera, os cachorros foram preparados com cortes ao estilo japonês.

Esse tipo de preparação foi escolhido para destacar os olhares dos cães e as características especiais de cada um deles. Você vai perceber que essas não são tosas comuns, mas sim muito especiais. Cada cão saiu do “salão” com um penteado novo e MUITO moderninho.

As tosas foram feitas no Healthy Spot de Los Angeles, na Califórnia, que é um pet shop com produtos orgânicos para cachorros.

Grace Chon trabalhou muito tempo como publicitária e decidiu unir o conhecimento que tem nessa área com o seu de fotografia. O resultado é essa super produção canina. Com certeza, você vai curtir um estilo de corte e vai até querer arriscar no seu peludo na próxima tosa!

1. Yuki antes da tosa

Foto: Grace Chon

2. Yuki após a preparação (por Alyson Ogimachi)

Foto: Grace Chon

3. Rocco antes

Foto: Grace Chon

4. Rocco após a preparação (por Patricia Sugihara)

Foto: Grace Chon

5. Biggie antes

Foto: Grace Chon

6. Biggie após a preparação (por Cameron Adkins)

Foto: Grace Chon

7. Lana antes

Foto: Grace Chon

8. Lana após a preparação (por Koko Fukaya)

Foto: Grace Chon

9. Herman antes

Foto: Grace Chon

10. Herman após a preparação (por Cindy Reyes)

Foto: Grace Chon

11. Teddy antes

Foto: Grace Chon

12. Teddy após a preparação (por Donna Owens)

Foto: Grace Chon

13. Raider antes

Foto: Grace Chon

14. Raider após a preparação (por Koko Fukaya)

Foto: Grace Chon

15. Athena antes

Foto: Grace Chon

16. Athena depois da preparação (por Donna Owens)

Foto: Grace Chon

17. Nala antes

Foto: Grace Chon

18. Nala depois da preparação (por Alyson Ogimachi)

Foto: Grace Chon

E aí, gostou das tosas e preparações? É um estilo bem diferente do que vemos aqui no Brasil, mas sem dúvida, seu peludo fica muito mais estiloso com um corte desses!

VEJA MAIS

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵

É praticamente uma unanimidade… Você os vê e é impossível não se apaixonar! Os filhotinhos têm esse poder sobre os humanos, que ficam encantado com as peças que esses pequenos seres nos pregam.

Aquele tamanho minúsculo e delicado, aquelas patinhas tão frágeis que acariciamos com o maior cuidado, mas que temos vontade de morder e encher de beijos arrancam suspiros de muita gente e, se você é desse time, bem-vindo!

Durante aqueles dias em que nada dá certo, que você se sente em uma verdadeira bad, nada melhor do ficar olhando um monte de foto de filhotinhos de cachorros para alegrar o dia.

Vamos encher seu coração de amor, vendo essas fotos de filhotes de cachorro mais lindos do mundo?

1. Ele cabe na palma da mão

Foto: Pixabay

2. Quem não ia amar receber uma cesta assim?

Foto: Pixabay

3. Veja esse olhar!

Foto: Pixabay

4. Docinho de Shih Tzu

Foto: Hari Gambeta

5. Oi, me leva pra casa?

Foto: Canil Rayger

6. Essas dobrinhas vão arrancar suspiros

Foto: Joseph Fitzwater

7. Tão indefeso

Foto: El Zorro e Cacau

8. Fotos de filhotes de cachorro para alegrar seu dia

Foto: beans

9. Filhotinho de maltês

Foto: Pixabay

10. Vontade de levar todos para casa

Foto: Pixabay

11. Esse é seu primeiro banho?

Foto: Pixabay

12. Impossível não amar

Foto: Harper

13. De roupinha

Foto: Jmartcrab1

14. Amor da mamãe

Foto: mico

15. Só tenho tamanho

Foto: shiba_penelope

16. Filhote de Shiba é muito fofo

Foto: Hailey

17. Não acha?

Foto: Kaito Shiba Inu

18. Bebezíneo de Lhasa indo para casa

Foto: Luma e Paçoca

 

 

19. Pronto para o passeio

Foto: Henry SDiT

20. Sou tão pequeno que caibo dentro do pote de ração

Foto: Pixabay

21. Ou tão pequenos que cabem dentro de uma caixa de sapatos

Foto: Pixabay

22. Focinho cor-de-rosa

Foto: Vann Leonardo

23. SOCORRO, ele tem uma touquinha

Foto: A Dog Everyday

24. Camuflado na neve

Foto: We Love The Huskies

25. De olho na vizinhança

Foto: Pixabay

26. Como não amar os Dálmatas

Foto: Marsha Gipson-Frazier

27. Sou do tamanho do meu ursinho

Foto: Ellie

28. E vou levar muita alegria para meus novos donos

Foto: Chelsea Kennel Club

29. Rolinho, gorduchinho e lindo

Foto: Bagel the Corgi

30. Coisinha mais linda desse mundo

Foto: ViviCouto

31. E essa luvinha branca, minha gente?

Foto: Pixabay

32. Que vontade de apertar!

Foto: Pixabay

33. E essas orelhinhas?

Foto: Hugo the Corgi

34. Quero todos, por favor

Foto: Extasy Bandog Kennels

35. Um bulldog francês inteiro branco

Foto: Bruno Montes

36. O futuro cão de guarda

Foto: Pixabay

37. Esse olhar que conquista

Foto: Pixabay

38. Parece um ursinho de pelúcia

Foto: Pixabay

39. Filhotinhos de Bichon maravilhosos

Foto: Tauro Kennel

40. Tal mãe tal filho

Foto: Pixabay

41. Uma mão segura dois

Foto: Pixabay

42. Fofurinha

Foto: Pixabay

43. E essas patinhas?

Foto: Pixabay

44. Um encanto de cachorrinho

Foto: Pixabay

45. SOCORRO

Foto: Pixabay

46. Que carinha de “me leva pra casa”

Foto: Pixabay

47. Fotos de folhotes de cachorro para anima nosso dia

Foto: Pixabay

48. Todo pequeno e delicado

Foto: Pixabay

49. Vou ficar enorme

Foto: Christina G.

52. Bebê Shih Tzu

Foto: Baby Monganyang

53. Só o focinho preto

Foto: Nala Madre Del Dogos

Será que conseguimos deixar o seu dia mais fofinho com essas fotos de filhotes de cachorro?

VEJA MAIS

Seu cachorro anda fazendo muita bagunça em casa?

Aprenda como educar e treinar o seu cão de forma simples, divertida e com muito carinho em apenas 5 semanas. E o melhor: o curso é 100% online!

Você precisa de apenas 10 minutos por dia, utilizando um método comprovado para transformar o seu cachorro bagunceiro em um cão companheiro, disciplinado e obediente, sem utilizar nenhum tipo de punição para isso.

Saiba mais sobre o treinamento online ⤵